Posts Tagged 'you and me on a jamboree'

Se preparem para o Jackie Bernard! 09/04/11 @ Studio Bar

Para os desavisados de plantão que não acompanham o roodboss.com, se liguem! Dia 09 de abril de 2011 será um dia histórico. É com muita honra que o RoodBoss traz para Beagá uma lenda da música jamaicana: Jackie Bernard!

Bernard foi o líder vocal do trio Kingstonians e fez muito sucesso durante as eras do Rocksteady até o início do Roots Reggae. No dia 09 , após anos parado ele volta aos palcos, com sua voz linda e peculiar especialmente no Brasil, para cantar novamente os suscessos que colocaram ele no hall de grandes artistas da Jamaica.

Para quem não está entendendo nada que eu estou falando, melhor que explicar é escutar e se preparar para cantar junto com Jackie “Kingstonian” Bernard. Ontem o pessoal da  You&Me (nossos parceiros nessa vinda do Bernard) soltou uma compilação de grandes tunes da carreira do cantor. Então escute e chora reggaeiro!!!

Tracklist

  1. Singer Man
  2. Why Wipe the Smile from Your Face
  3. I Am Just A Minstrel
  4. Sufferer
  5. Yesterday
  6. Musical Explosion
  7. Another Scorcher
  8. Crime Don’t Pay
  9. Fun Galore
  10. Hold Down
  11. I Make A Woman
  12. Lion’s Den
  13. Rumble Rumble
  14. Mother Miserable
  15. Jah Jah Way
  16. I A no Want Stall
  17. Mix it Up
  18. I’ll Need You Tomorrow
  19. More Wine
  20. Kingstonians -Clip
O que é!
Quando: Dia 09/04/2011, Sábado
Quanto: $20
Atrações:
  • JACKIE “KINGSTONIANS” BERNARD com Pequena Morte e convidados, como banda de apoio
  • RoodBoss Soundsystem Selectors
  • Jurassic Soundsystem Selectors (SP)
  • Skadrophenia Soundsystem Selectors (Curitiba)
  • DJ Yuga (Black Broders)

RoodBoss Soundsystem + Jurassic Soundsystem Selection – 19/03/2011, Pça da Assembléia

19 de Março de 2011 é a data agendada para a décima edição do RoodBoss Soundsystem. O sistema de som será instalado pela segunda vez na Praça da Assembléia (Praça Carlos Chagas), local espaçoso e agradável que acomoda muito bem os apreciadores do projeto.

Os seletores do RBS estiveram recentemente em Kingston onde tiveram a oportunidade de conhecer diversos artistas, gravar dubs exclusivas e agregar novos discos à coleção. Muita coisa foi reservada pra estrear neste dia. Os integrantes do Jurassic Sound System / You & Me on a Jamboree estiveram juntos nessa viagem, garimparam muita coisa por lá também e estarão presentes carregados do enorme acervo que possuem. Seleção indiscutivelmente de primeira!

Devemos acrescentar que o RoodBoss valoriza a cidade e seus habitantes, potencializando e incentivando o uso do espaço público para promover convivência, diversão e cultura. Existe muita dedicação em fazer um evento desse tipo acontecer e é muito gratificante obter o usual apreciamento do público.

Uma vez que o evento acontece de forma totalmente independente, movido apenas pela boa vontade de alguns jovens amantes da cultura jamaicana, é necessário que exista nos presentes um forte espírito de colaboração. Estamos falando do carinho em manter o espaço limpo, jardins preservados e o lixo recolhido na lixeira. Como inevitáveis gastos fazem parte deste tipo de iniciativa, sugerimos a doação de R$ 1,00 para ajudar na manutenção. Você receberá um adesivo do projeto pela boa vontade. Compreenda e faça a sua parte. A participação de cada um é fundamental.

Nos encontramos lá! Traga amigos e familiares para curtir esse som.

Links

1ª Jamboree de 2011

A primeira festa Jamboree de 2011 e digo mais, a primeira Jamboree da DÉCADA (nuh!) terá a participação de 2 sounds (além do anfitrião Jurassic Soundsystem é claro). Tratam-se das crews do Reggay420 (Santos) e RoodBoss (Belo Horizonte) nas seleções.

O que rola é que pessoas dessas 3 galeras, foram pra Jamaica atrás de diversão, Red Stripes e principalmente discos que só são encontrados lá! Ou seja, vão ser sei lá quantas horas só de pedradas jamaicanas ainda com o doce aroma da Ilha (alguns com aroma não tão doce…)

Então, você, seu belorizontino juvenil que vai estar perdido em São Paulo sem o que fazer, já se conformando em ir nessas baladas de muderno que cobram seu olho esquerdo de entrada só pra ver se pega umas gatinhas paulistanas, mas provavelmente nem vai pegar porque voce é feio, dai vc fica sem dinheiro pra beber e volta pro hotel a tempo de pegar o filme da Emmanuelle na Band e se perguntar por que ninguém gosta de voce e acordar em posição fetal ainda sem dinheiro pra beber, com uma passagem da Cometa de volta pra Minas e voce volta e sente calor como se estivesse em uma virilha e fica deprimido, perde o emprego, vira alcoolatra e provavelmente vai acabar morto dentro do rio Arrudas… É ISSO QUE VOCÊ QUER?

Então, esta é a solução ;D a entrada é R$ 12 pra quem mandar o nome para festajamboree@gmail.com e R$15 pra quem tiver vacilado pesado…

Então é isso aí… stay rood! ;)

Stranger Cole inna RoodBoss style!

Bem, desde a semana passada nossos trutas de BH gustassifon e zumberto, junto com os manos da You & Me crew e Reggay420  estão dando rolê em Kingston e já conheceram uma pá de figuras crássicas da ilha como Max Romeo (no aeroporto em SP), Stranger Cole, King Stitt e Denis Alcapone… E recentemente botaram na rede um vídeo de ninguem menos que Stranger Cole, fazendo chamadinha pro soundsystem #1 de BH. Assistam e chorem de emoção como eu!

O vídeo foi gravado no cruzamento da Charles Street com a legendária Orange Street, berço de grandes clássicos da música da Jamaica.

O role da galera ta só começando na terra do reggay e esperamos mais coisas lindas tipo essa =’)

The Pioneers – More Reggae For Lovers Vol. 4 [1985]

Gosto bastante de Pioneers, principalmente a fase skinhead/early reggae da banda, que acredito ser a mais conhecida. Porém, este disco (que é uma compilação de músicas do grupo e não um álbum propriamente dito) tem a pegada mais para o roots reggae, o que não estraga a beleza das músicas, é apenas diferente. A explicação para essa variação da sonoridade dos Pioneers tem a ver com a data de gravação (década de 70, ver Roots Archives), em que o reggae já transitava para uma mudança do que chamamos de early para o roots.

Uma canção famosa, feita por George Dekker (vocalista principal) e que representa bem essa fase do grupo é a “Nosey Parker“. Matadora!!!

via You & Me on a Jamboree! by Greg Fernandes on 5/18/10

Devido à data deste álbum, 1985, ele tem uma pegada bem diferente da que muita gente está acostumada. Um exemplo disso é a nova roupagem feita para o clássico Long Shot (Kick The Bucket), e que pode parecer estranha para muitos.

Mas, no geral, mantém o brilho próprio de uma das primeiras bandas do reggae. Não é à toa que se chama Pioneers, embora não possa ser levado ao pé da letra.

O destaque fica para a belíssima voz de George Dekker, principalmente nas músicas “Keep Your Mouth Shut” e “Hit Me With Music”.

  1. That’s When It Hurts
  2. Hey Girl Dont Bother Me
  3. Marcus Garvey
  4. Long Shot
  5. Jam Ships
  6. Higher And Higher
  7. Hit Me With Music
  8. Snake In The Grass
  9. Keep Your Mouth Shut
  10. Loop The Loop

DOWNLOAD

The Clarendonians – The Best Of The Clarendonians (1963-66)

The Clarendonians é uma das bandas que aprendi a gostar depois que comecei a me aprofundar na música jamaicana. Não sei explicar, mas o vocal, a melodia, parece que tudo se encaixa hamoniosamente. Acho difícil dizer uma banda ou artista favorito, afinal são muitas opções, muitas coisas ótimas, mas sem dúvida se existe tal lista de preferência, The Clarendonians está no meu top 5.

Coloco abaixo um texto retirado também do Y&M, ecrito pelo Luís, com um pouco da história do grupo:

Peter Austin e Ernest Wilson formaram os Clarendonians em 1963 e gravaram grandes hits para Coxsone no Studio One. Fizeram muito sucesso entre o público rudeboy na Jamaica, pois cantavam letras que falavam dos garotos dos guetos. Aquele som agradava eles não apenas pelo simples fato das letras serem voltadas para o que acontecia na vida deles, mais também porque Peter e Ernest eram jovens e regulavam de idade com os rudeboys, e porque os dois eram garotos pobres que através da música conseguiram obter sucesso, isso garantia a simpatia dos rudes. Depois de algum tempo Coxsone quis formar um trio e juntou o pequeno Freddie McGregor, que na época tinha por volta de 10 anos de idade e nem alcançava o microfone ainda, precisava de uma caixa de madeira para poder subir emcima e cantar. Porém em forma de trio não deu muito certo e eles continuaram cantando em dupla, com formações aleatórias entre eles mesmos. Esse album da ênfase a fase Early Reggae e Rocksteady dos Clarendonians. Além dos clássicos como “Rudie Gona A Jail”, “You Can’t Be Happy”, “Darling Forever”, “Sho Be Do Be”, “Night Owl” o destaque vai para os lindíssimos rocksteadys “If Only I Knew” e para a obscura “Last Laugh” com vocais matadores.

fonte: http://youandmeonajamboree.blogspot.com/2009/04/clarendonians-early-years-196x.html

via You & Me on a Jamboree! by Sono on 4/2/09

  1. You Can’t Be Happy
  2. Darling Forever
  3. Ten Guitars
  4. Rudie Bam Bam
  5. Sunshine
  6. He Who Laughs Last
  7. Stand By Me
  8. Sho Be Do Be
  9. Do Good
  10. Rudie Gone A Jail
  11. I Can’t Go On
  12. Good Bye Forever
  13. You Can’t Keep A Good Man Down
  14. If Only I Knew

DOWNLOAD

RoodBoss na Virada Cultural, digo ILEGAL!!

Faz três anos que o Jurassic Soundsystem/Y&M fazem uma festa durante a Virada Cultural em São Paulo. A idéia do evento surgiu como uma forma de protesto, já que a prefeitura nunca aceitou o “pedido” deles para participar da Virada. Este ano até palco de música jamaicana tem, acho que de certa forma eles influênciaram o evento da Prefeitura de SP.

Pois então, sábado próximo, dia 15/05/2010, além do Jurassic com suas pedradas, já conhecidos pelos belorizontinos, terá RoodBoss Selection para contribuir com a festa. Vai ser foda, total RoodBoss style: na rua, de graça e para quem quiser ouvir. Então, quem tiver por lá, dá uma passadinha. De quebra pode ainda ouvir um pouco do Kulcha Sounds Hail Him e quem sabe, BIG YOUTH! Mais informações no flyer virtual e links abaixo.

Info:

Slim Smith & The Uniques – The Best Of The Uniques 1967-1969

Ótimo álbum, compilação de sucessos de um dos meus cantores favoritos: Slim Smith. Ele passou pelo grupo The Techniques e foi o front man, fundador do The Uniques. Vocal soulful, rocksteady “romântico”, impossível não gostar! Esse álbum é para regueiro chorar, definitivamente ;).

Destaques: My Conversation (música super famosa, riddim de diversas outras músicas jamaicanas, usada até em um episódio de LOST), Love & Devotion, Watch This Sound, Hey You, You’ll Lose A Precious Love (cover de Temptations, comentada por mim aqui no blog). Essas são só algumas das minhas músicas prediletas, mas na verdade todas são maravilhosas.

via You & Me on a Jamboree! by Danilo on 1/29/09

  1. People Rocksteady
  2. Gypsy Woman
  3. Never Let Me Go
  4. Speak No Evil
  5. Lesson (Story) Of Love
  6. My Conversation
  7. Give Me Some More Loving
  8. The Beatitude (Blessed Are The Meek)
  9. Love & Devotion
  10. Give A Love
  11. I’m Lost
  12. Girls Like Dirt
  13. Hooray (One Fine Day)
  14. Watch This Sound (For What It’s Worth)
  15. Out Of Love
  16. A-Yuh (Hey You)
  17. The Love I Saw In You Was Just A Mirage
  18. That’s The Way Love Is
  19. Run Come
  20. You’ll Lose A Precious Love
  21. Standing In
  22. Freedom Song
  23. My Woman’s Love
  24. We’ve Only Got One Life

link 1: http://sharebee.com/43320685 (retirado de Y&M)

link 2: http://www.mediafire.com/?9xrf7n77s3i92ad (retirado de http://skarevolution69.wordpress.com)

Big Youth 15.05.10 na Virada Cultural SP

Alguém ainda não ouviu falar da Virada Cutural de São Paulo? São 24 horas de atrações no centro da capital paulista, começando na tarde de sábado e terminando no domingo. São diversas atrações, internacionais e nacionais.

Este ano, no palco da Alameda Barão de Limeira, haverá um palco voltado para o Reggae e a música jamaicana. Atrasões bem bacana se apresentarão: Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, Leões de Israel, Pablo Moses (Jamaica), Clinton Fearon (Jamaica) etc. Mas a grande atração mesmo, será Big Youth (corre até um boato de que ele vai dar uma palhinha com o pessoal do Y&M/Jurassic Soundsystem na #viradailegal).

No blog coletivoACTION há um post sobre o que esperar do show dessa lenda jamaicana. Um dos pontos do texto é sobre o último álbum feito por Youth intitulado “Musicology”. Para aqueles que tiverem curiosidade de sentir a sonoridade do cara, ficam aqui links encontrados na internet.

  1. Glory to the king
  2. Everyone will be there
  3. Joy
  4. Give praises
  5. Love her
  6. She wants
  7. There is no love
  8. Three blind mice
  9. Sow good seeds
  10. Where were all them bwoy
  11. Happy birthday
  12. What we need is love
  13. Dance with me
  14. Pretty things
  15. Do bay day

DOWNLOAD

V.A. – You & Me Inna Maranhão Style

Hoje estava “fuçando” arquivos perdidos no meu computador e eis que encontro uma coletânea You&Me perdida em uma pasta chamada “Download”. É uma ótima coletânea “postada” em 2008 com músicas “típicas” do Maranhão. Digo típicas porque é o estilo de Reggae que o pessoal mais curte por lá, são mais de 30 anos de Reggae e Radiolas, não é atoa que lá é considerado a Jamaica Brasileira. Fantástico, merece ser baixado!

Detalhe para a faixa de abertura que foi “modificada” e ficou super divertido, “Soldering” do Stanly Beckford (gosto bastante desse cara), “Wicked Babylon” do Rebel Lion, banda cearense e música super agradável, “Whoopin Mama” do Carl Dobson, matadora!!! Na verdade a coletânea inteira é ótima, com vários grandes nomes: John Holt, The Pioneers, Delroy Wilson etc. Nem tem como falar de todas, faça o download e aproveite! =D

via You & Me on a Jamboree! by Greg Fernandes on 10/18/08

Apenas tente imaginar: uma ilha negra, no meio do Atlântico, com reggae de domingo à domingo. Não, não é a Jamaica. Bom, me deixe contar uma historinha. Já é sabido que o reggae chegou ao Sudeste, de início, via grandes gravadoras que tinham alguns de seus tentáculos pelo Brasil. Já em 1980, quando mal se sabia o que era reggae em terras nossas, veio um sujeito chamado Bob Marley para eventos “diplomáticos” de promoção do selo alemão Ariola, dono da Island. Em seguida, vieram os pesquisadores que, tendo por base, principalmente, a Europa, trouxeram vários discos do que tocava por lá: o rub-a-dub. Até hoje há uma tradição fortissima do rub-a-dub em São Paulo: Don Carlos, Black Uhuru, Ini Kamoze, Twinkle Brothers, são a inspiração pra muitas das bandas e dj´s paulistas. (Hoje, porém, há um movimento significativo e promissor do rocksteady e early reggae, da qual a moçada desse blog faz parte).

O fato é que no Maranhão a coisa aconteceu diferente. Na década de 70 pipocavam por São Luís diversas casas de “som mecânico”, as discotecas, que tocavam, além da disco music, lambada e outros ritmos latinos. Como os lançamentos desses ritmos eram escassos por aqui, e a necessidade eminente de novidades, devido a concorrência, a única saída foi o contrabando via Cayena e Belém do Pará. Vieram caixas e caixas de discos caribenhos e assim, despretenciosamente, se iniciou uma história de mais de 30 anos com os LP´s jamaicanos que vieram na leva. No começo, não se sabia bem o que era aquilo, mas o publico dançou e aprovou. Por isso, o Norte/Nordeste do Brasil talvez seja o único lugar do mundo onde se dança reggae à dois, que, convenhamos, é bem melhor. As “radiolas”, (à grosso modo, o sound system brasileiro) se multiplicaram. Em 30 anos, mais de 400 delas se espalharam só no Maranhão, junto, é claro, com centenas de dj´s. Houve um tempo em que cada rua de certos bairros de São Luis tinha sua radiola, em muitos casos com os lendários paredões de som gigantescos. E o óbvio resultado: a concorrência monstruosa entre elas, que fez acontecer episódios tragicômicos, como a sabotagem de festas rivais, jogando-se um fio de cobre na fiação elétrica, por exemplo. Mas, o lado bom disso, é que muita gente foi obrigada pesquisar aquilo que havia de mais raro, aquilo que a concorrencia não tocava. Músicas que as gravadoras britânicas e mesmo os jamaicanos rejeitaram até hoje são sucessos absolutos. O cd “You & Me Inna Maranhão Style” tenta adentrar nesse universo das festas de radiola, tão vasto quanto desconhecido por muitos, trazendo algumas das centenas de músicas que fazem a história do reggae ludovicense. Entre risos e lágrimas, cada uma, em algum momento, fez milhares de pessoas enlouquecerem, fez com que comentassem no outro dia, com que esperassem ansiosamente a próxima festa, que são raras, como “Josephine”, que chegou a ser comprada por 200 reais de um Dj para ser vendida em cd´s e fitas k-7. O difícil mesmo é tentar fazer um resumo dessa história de décadas ainda inacabada, mesmo com a decadência evidente das radiolas que, ainda devido a concorrência, passaram a fazer produções proprias com cantores amadores em ritmo digital. O que é certo, é que nesse tempo todo, o reggae no maranhão tornou-se riquissimo, dono de acervos espetaculares, e fez com que a boa música saisse da esfera de entretenimento de uma classe média letrada para ser a diversão de gente simples. Aí está um pequenino pedaço de tudo isso.

Espero que gostem.

Por Canuto Lion*

  1. Abertura – Jackie Brown – Wet Baggy
  2. The Starlights – Eiling in the Barn Yard (Version)
  3. Stanley Beckford – Soldering
  4. Rebel Lion – Wicked Babylon
  5. The Eagles – Rasta Pickney
  6. The Pioneers – A Hundred Pounds of Clay
  7. Derrick Morgan – Send A Little Rain
  8. Brenton King – Josephine
  9. Wong Ping – Chinese Brush
  10. Hanley Banton – Dat
  11. Turnell McComarck and the Cordels – Three Card Man
  12. Ethiopians – Knowlegde is Power
  13. Jackie Brown – Living In Sweet Jamaica
  14. Carl Dobson – Whoopin Mama
  15. Shorty The President – Rockers Tamborine
  16. Sidney Rogers – Another Lonely Night
  17. Keble Drummond – Your Pretty Face
  18. John Holt – Tree in The Meadow
  19. Delroy Wilson – I’ve Been in Love
  20. The Chosen Few – Chain Gang
  21. Flora Adams – Fire Fire
  22. Dell Williams – Searching For Your Love
  23. Gregory Isaacs – Heartaches
  24. Trevor Thompson – Just Out Of Reach
  25. Larry Marshall – Brand New Baby
  26. Elpedo Burke – Madgie
  27. Euda Jarret – You Hurt Me (BONUS TRACK)

DOWNLOAD


estatística

  • 222.240 cliques

roodboss (t)