Posts Tagged 'early reggae'

V.A. – Trojan X-Rated Box Set [2002]

Trojan Box Set de 2002.

Contradizendo aqueles que pensam que o reggae é apenas música de protesto, resistência ou religiosidade, aqui vai uma exemplo concreto que não. Na verdade este é só mais um de muitos temas que acompanharam a evolução da música jamaicana: SEXO.

Desde os primórdios, nas letras de mento e calypso, temas com apelo sexual já eram utilizados pelos artistas. Count Lasher e Lord Kitchener são referência, assim como um famoso clássico conhecido como “Big Bamboo”. Mais tarde um “subgênero” de dancehall conhecido como slackness se tornaria famoso pelas palavras de baixo calão e vulgaridade contidas em suas letras (algo parecido com o nosso funk carioca). Estes dois períodos da música jamaicana já são bem conhecidos por esse apelo. Porém, durante o período de construção histórica entre o mento e o dancehall, o tema nunca se extinguiu e esteve presente nas diversas produções musicais jamaicanas, tanto na própria ilha, quanto nas produções feitas no Reino Unido.

A compilação que se segue, Trojan X-Rated Box Set, trata exatamente dessa temática e contempla produções feitas entre 1966 à 1975. Nela é possível encontrar rocksteady e early reggae, além de  artistas como Max Romeo, Lee Perry, U Roy, Rita Marley (Soulettes), Derrick Morgan, entre outros grandes nomes.

Pelo período mencionado é possível perceber que boa parte das músicas listadas foram febre nas discotecas frequentadas por skinheads na Inglaterra.

Track list (Música – Artista)

Disco 1: http://www.megaupload.com/?d=1GGLZ3K0

  1. Birth Control – Lloydie & The Lowbites
  2. Wet Dream – Max Romeo
  3. Wreck A Buddy – The Soul Sisters
  4. Rub And Squeeze – Lee Perry & The Soulettes
  5. Barbwire – Nora Dean
  6. Bedroom Mazurka – Augustus Pablo & Fay
  7. Open Up – Clancy Eccles
  8. Big Boy And Teacher (Aka What Is Catty) – U Roy
  9. She Want It – The Gaylads
  10. Stop Baby – Millie & Winston
  11. Punanny – Charlie Ace & Fay
  12. Hold The Pussy – Kid Gungo
  13. Papa Do It Sweet – Lloyd & Patsy
  14. Bang Bang Lulu – Lloyd Charmers
  15. Play With Your Pussy – Max Romeo
  16. Push It In – The Versatiles
  17. Dub Yur Pum Pum – Lee Perry & The Silvertones

Disco 2: http://www.megaupload.com/?d=A71ZCHA2

  1. Want A Grine – Melinda Slack & Lee Perry
  2. Fat Fat Girl – Lloydie & The Lowbites
  3. International Pum Pum – Max & Niney
  4. Grine Grine – Charlie Ace
  5. Don’t Touch Me Tomato – Phyllis Dillon
  6. Want A Wine – Leo Graham
  7. Another Ride – The Sexy Girls
  8. In A De Pum Pum – The Flowers & Alvin
  9. Pussy Catch A Fire – The Soulmates
  10. Dead Buddy – Cock And Pussy
  11. Adults Only – Dermott Lynch
  12. Action Wood – Prince Williams
  13. Khaki – The Tennors
  14. Dub A Dawta – Big Joe & Fay
  15. Mr Rhya – Lloyd Charmers & The Uniques
  16. Look Pon Pussy – Niney

Disco 3: http://www.megaupload.com/?d=P24RBEW2

  1. Rough Rider – Lloydie & The Lowbites
  2. Doctor Dick – Lee Perry & The Soulettes
  3. Scorpion – Nora Dean
  4. Hole Under Crutches – Max Romeo & Fay Bennett
  5. Rub Up Push Up – The Termites
  6. I Want A Grine – Glen Adams & The Hippy Boys
  7. Cock Stiff And Hard – George Anthony
  8. Mr Whittaker – Charlie Ace & Fay
  9. Ram You Hard – The Bleechers
  10. Adults Only (Aka The Big Race) – Lord Power
  11. Horse Race (Aka My Dickie) – Derrick Morgan
  12. Sex Grand National – Matador & Fay
  13. Pussy Cat – Lloydie & The Lowbites
  14. How Come – Lee Perry & Gaylets
  15. How Your Pantie Get Wet – Stranger & Gladdy
  16. Sexy Sadie – Max Romeo
  17. Shaving Cream – Fabulous Five

Links

The Dynamites – Fire Corner [1969]

Aproveitando a semana em que o King Stitt estará em Beagá e para o público conhecer um pouco mais do artista, um álbum lançado pela primeira vez em 1969 pela Clandisc: “Fire Corner“. Da banda Dynamites conta com participação do King Stitt “deejaying” e Winston Wright nos teclados. Produção de Clancy Eccles. PEDRA!!

Tracklist:

  1. The Dynamites – Eternally
  2. The Dynamites – Sam-Fie
  3. The Dynamites – I Did It
  4. The Dynamites – This Is The Night
  5. The Dynamites – One Way Street
  6. The Dynamites – John Public
  7. The Dynamites – Skokiaan (Mr Midnight)
  8. King Stitt – Soul Language
  9. The Dynamites – Say What You Say
  10. King Stitt – Vigorton Two
  11. The Dynamites – Next Corner
  12. King Stitt – Fire Corner

http://sharebee.com/e0ef83a8

Link retirado de http://ismoketwojoints.blogspot.com

Sábado, 24/09/11: RoodBoss Soundsystem #12 @ Pça República do Líbano

Sistema de som RoodBoss projetando a melhor seleção de música jamaicana no espaço público de Belo Horizonte. Dia 24/09 na Praça República do Líbano, São Bento. Das 13 às 22h. Ska, Rocksteady, Reggay, Lovers, Dubwise, Dancehall, Rub-a-dub etc.

Convidados: Reggay420 [Santos/SP] — http://myspace.com/reggay420

Esta iniciativa depende da sua colaboração. Mantenha o espaço limpo.

R$1,00 *** Sugestão de doação para ajudar a cobrir os gastos. Receba um adesivo pela participação.

• Hotsite: http://roodboss.com/12

• Google Maps: http://goo.gl/qt3K9

• Acompanhe também pelo Facebook: http://facebook.com/roodboss

RoodBoss Meets The Ska Professor – 20/08/11 @ Nelson Bordello

“I play ska, rocksteady and early reggae, and when I go out to play people rail up an gwaan … dem love it different.”

Dia 20/08/2011, sábado próximo, acontece mais uma edição do RoodBoss Downbeat. Nessa edição contaremos com a seleção do maior colecionador de “oldies” do mundo. Diretamente de Kingston, Jamaica: Dexter “Echo” Campbell.

Dexter Campbell, conhecido mundialmente como “The Ska Professor”, seleciona música desde os anos 60 e tem profundo conhecimento sobre Ska, Rocksteady e Early Reggae. Nos anos 70 fundou o sound system Echo Vibration com seu amigo e deejay General Echo. Os dois moravam em Montego Bay mas atuavam em “sound clashes” por toda a ilha. As lendárias gravações desses “clashes” são bastante valorizadas por aficionados da cultura sound system ao redor do mundo. Dexter roda a Jamaica e o mundo divulgando sua música. Esta é sua primeira vez no Brasil.

Participação especial: Jurássico [Jurassic Sound System — You & Me on a Jamboree — São Paulo]

Evento no Facebook

RoodBoss Downbeat [Ska Professor] — Sábado, dia 20/08/11 a partir das 22h no Nelson Bordello, rua Aarão Reis 554, Centro. R$20,00.

RoodBoss Downbeat – 09/07/11 @ Nelson Bordello

O RoodBoss Soundsystem não para. Após mais uma edição esplêndida no circuito das praças, o projeto agora leva a música da Jamaica para a noite de Beagá. No mesmo formato das apresentações de rua, o sistema de som entra numa das casas mais legais da cidade. Situado no centro, o Nelson Bordello recebe o primeiro ROODBOSS DOWNBEAT!

RoodBoss Downbeat: Sábado, dia 09/07/11 a partir das 22h no Nelson Bordello, rua Aarão Reis 554, Centro. R$15,00 *** Promoção: R$12,00 para quem chegar até 0h ***

PS.: O título RoodBoss Downbeat é uma homenagem ao famoso sound system, que motivou a criação de um dos mais importantes estúdios jamaicanos: Studio One. Seu prorietário, Clement Dodd no início de sua empreitada musical possuia vários sound systems, dentre eles o Sir Coxson’s Downbeat.

Imagem retirada de: http://www.urbanimage.tv

V.A. – Trojan Revive Box Set [2002]

A idéia do Revive Box Set é de compilar tunes que acabaram “ficando sem rótulos” por especialistas e que muitos se referem a eles como Classic Reggae ou Revive (para mim, é o bom e velho Early Reggae). Estas músicas compreendem os lançamentos que aconteceram entre as eras do Rocksteady e Roots Reggae, ou seja, final da década de 60 e início de 70. Muitos destes releases ficaram esquecidos e são hoje considerados raridades.

Diversos grande produtores fazem parte do track list. Uma pequena demonstração:

  • Mrs Sonia Pottinger: “Going Back Home” – Al & The Vibrators (67 – Gayfeet), “Revival” – Leslie Butler & The Gaytones (Gayfeet) e “Anywhere You Want To Go” – The Conquerors (69 – Gayfeet);
  • Lee Perry: “Ease Up” – The Bleechers (69 – Studio One) e “Got To Be Free” – The Rulers (Sir J.J.);
  • Derrick Harriot: “Magic Touch” – Junior Murvin (68), “Stop Tha Man (aka Easy Ride)” – Ike Bennett & The Crystalites (instrumental de “Stop That Train”, famosa por Keith & Tex) e “Splash Down” – The Crystalites (69);
  • etc;

Algumas recomendações pessoais (sem desmerecer o restante da compilação que é tão foda quanto essa minha pequena seleção):

  • “Liquidator” – Tommy McCook & The Supersonics (produzido por Duke Reid, rara versão da música que ficou bastante famosa na versão e produção do Harry J);
  • “A Hundred Pound Of Clay” – The Royals (produzido por Lloyd Dayle em 69, cover de um R&B hit de Gene McDaniels);
  • “Over Again” – Stranger & Gladdy (produção de 68 do próprio Stranger Cole, marca o sucesso do duo feito com o pianista Gladstone Anderson, que começou com o tune “Just Like A River”, produção de Joe Gibbs);
  • “Easy Snappin’ ” – Theo Beckford (original de 56, considerado o primeiro Ska, interpretado pelo próprio Beckford e lançado pelo Studio One, nesta compilação o artista “re-visita” seu primeiro sucesso, mas dessa vez com produção de Clancy Eccles);
  • “Banana Water” – The Mellotones (produção de Leslie Kong em 69).

Então, chega de conversa e aproveite mais um grande release da Trojan!

Track list (Música – Artista)

Disco 1: http://www.megaupload.com/?d=6O32L7PF

  1. Going Back Home – Al & The Vibrators
  2. Over Again – Stranger & Gladdy
  3. Why Am I Treated So Bad – Lyn Taitt & The Jets
  4. Girl You’re Cold – Lloyd & Glen
  5. Swing, Baby, Swing – The Soul Tops
  6. My Guiding Light – Joe White
  7. Revival – Leslie Butler & The Gaytones
  8. News Carrier – The Hamlins
  9. Blacker Black (aka Africa) – Count Ossie & His Band
  10. On The Town – Bunny & Ruddy
  11. So Long, Farewell – Freddie McKay
  12. Easy Snappin’ – Theo Beckford
  13. Massie Massa – The Tennors
  14. Money Girl – Larry Marshall
  15. Live Only For Love – The Progressions
  16. Magic Touch – Junior Murvin
  17. Love You Most Of All – The Emotions

Disco 2: http://www.megaupload.com/?d=Y9MRYT2Z

  1. This Is My Song (aka Let Me Be The One) – Keith & Tex
  2. One True Love – The Selectors & The Lyn Taitt Orchestra
  3. Life Line – Amiel Moodie & The Dandemites
  4. I’m Alone – Boris Gardiner & The Keys
  5. Banana Water (aka Gimme, Gimme Girl) – The Mellotones
  6. Suffering Stink – Band of Mercy & Salvation
  7. The Break – Winston Francis
  8. It Ain’t – Lloyd & Randolph
  9. Candy Lady – Black & George
  10. The Game Song – Drumbago & The Blenders
  11. Happy Time – Keble Drummond
  12. Out Of Sight – Danny Simpson & The Supersonics
  13. The Girl I Love – The Visions
  14. Home Without You – The Beltones
  15. Splash Down – The Crystalites
  16. A Hundred Pounds Of Clay – The Royals

Disco 3 : http://www.megaupload.com/?d=8PQ0VIBA

  1. The Moon Is Playing Tricks On Me -Trevor Shield
  2. Never Let Me Go – Joe White
  3. Jay Fever (aka Shining) – Carl Bryan & The Jay Boys
  4. Tears On My Pillow – Rudy Mills
  5. Anywhere You Want To Go – The Conquerors
  6. Baby Don’t You Do It – The Clarendonians
  7. Promises, Promises – The Viceroys
  8. Wha’ She Do Now – The Gaylads
  9. Liquidator – Tommy McCook & The Supersonics
  10. Ease Up – The Bleechers
  11. Got To Be Free – The Rulers
  12. Intensified Change – The Silvertones
  13. My Heartaches (Reggae Mix) – Vic Taylor
  14. You Got To Love Me – Radcliffe Butler
  15. Pretty Cottage – Stranger & Gladdy
  16. Life Is But A Dream – Winston Shand & The Sheiks
  17. Stop That Man (aka Easy Ride) – Ike Bennett & The Crystalites

Links

Jamaica belorizontina: Jackie Bernard (9/4) + Skatalites (15/4)

A música jamaicana anda em alta em Belo Horizonte e diversos eventos tem cada vez mais incoporado elementos dessa cultura, nem que seja pelo menos na divulgação ou nome. Nos dias 09 e 15 de abril, Belo Horizonte se tornará a Jamaica Brasileira. Dois finais de semana seguidos que promete trazer o foco para a capital mineira quando o assunto é cultura jamaicana.

Jackie “Singer Man” Bernard retorna aos palcos

Sucessos como “Singer Man” e “Sufferer” emplacaram nas paradas jamaicanas durante as décadas de 60 e 70, gravadas pelo trio vocal The Kingstonians. À frente deste trio estava Jackie Bernard com sua voz peculiar e linda! O trio trabalhou ao lado dos mais renomados produtores da ilha como Derrick Harriott, Duke Reid, Lee Perry e Coxsone Dodd. Profissionais responsáveis pelo lançamento de diversos hits que contribuiram para a imortalização do cantor. Após anos sem subir aos palcos e aos 63 anos ele retorna para se apresentar exclusivamente no Brasil. O artista passou por São Paulo e na sequência se apresenta aqui, Belo Horizonte, no sábado, dia 9 de abril.

Para acompanhar Bernard, uma seleção de músicos belorizontinos de bandas consagradas no cenário independente juntaram-se para prestigiar o cantor. Junto com a Pequena Morte, integrantes das bandas Iconili, Fusile, Raiz de Jequi, Junkie Dogs e Bangah compõe a Big Band que fará a base instrumental e vocal para os clássicos que marcaram a carreira de Jackie.

Completando a primeira noite jamaicana, seletores de três sound systems brasileiros e um Dj de Belo Horizonte escolhem o que vai tocar durante a noite nos intervalos sem show.

Nos toca-discos estão os anfitriões do RoodBoss Soundsystem e os convidados do Jurassic Soundsystem de São Paulo, que juntos fizeram uma viajem à Jamaica no último mês de dezembro. Foi em Kingston que tiveram oportunidade de aumentar seus acervos de discos e conhecer Jackie Bernard, daí, a idéia de trazê-lo para o Brasil. Continuando com as atrações, os amigos do Skadrophenia Soundsystem de Curitiba, participarão da noite com um set especial de nothern soul. Acompanhando a “pegada” black o Dj Yuga, já conhecido em Belo Horizonte pelo seu projeto Black Broder e diversas festas que promove, completa o time de seletores da noite.

A noite acontece no Studio Bar (Rua Guajajaras 842, Centro – próximo a Rua São Paulo) a partir de 22hs. A entrada é $20 na porta, sujeito à lotação da casa. É IMPORTANTE CHEGAR CEDO.

The Reggae Big Band

JACKIE BERNARD – VOCAL LÍDER (The Kingstonians)

Juliana Travassos – vocal (Bangah), Isabel Diniz – vocal (Bangah), Gustavo Freire – guitarra/vocal (Pequena Morte), Raul Gustavo – guitarra/vocal (Pequena Morte), Rafael Ludicanti – guitarra (Junkie Dogs), Gabriel Assad – baixo (Pequena Morte), Max – trombone/vocal (Pequena Morte), Paulo Barcelos – trompete/vocal (Pequena Morte), Henrique Staino – saxofone/vocal (Fusile), André Orandi – teclado (Iconili), Wesley Cançado – bateria (Raiz de Jequi), Tamás Bodolay – bateria (Pequena Morte), Tio Rô – percurssão (Pequena Morte)

A maior banda de Ska do planeta

Sem que se possa perder o ritmo, no final de semana seguinte, sexta-feira, dia 15 de abril, a mais famosa banda de ska, The Skatalites, se apresenta em Belo Horizonte. O show será parte do Flaming Night de número #17, festival produzido pela 53HC e já bem conhecido pelos belorizontinos.

Os Skatalites surgiram, incialmente, como backing band do estúdio mais famoso da Jamaica, o Studio One do produtor Coxsone Dodd. A banda reunia os melhores músicos de jazz, boogie-woggie, mento, calypso e ritmos africanos da ilha. Quase todos tinham a formação em comum, haviam estudado na Alpha Boys School (escola católica para orfãos que dentro da sua grade curricular ensinava música ao alunos). Foi essa mistura musical que deu origem ao primeiro ritmo verdadeiramente jamaicano: o Ska.

A sonoridade da banda era tão contagiante que os fãs começaram a se perguntar quem eram aqueles músicos por trás das canções que ouviam. Foi assim que Tommy McCook – principal integrante do Skatalites na sua origem e nome importantíssimo para a música jamaicana – sugeriu que formassem oficialmente uma banda: The Skatalites. A partir daí o Ska estourou e a banda ajudou a por a Jamaica e sua música em evidência nos quatro cantos do planeta. Os Skatalites já gravaram com diversos artistas de renome da ilha, inclusive Bob Marley quando o Wailling Wailers ainda era um trio vocal composto por ele, Peter Tosh e Bunny Wailer.

Completando o Flaming Night #17, as bandas Pequena Morte, – que lançou recentemente seu debut álbum: Defenestra! – Fusile e Peixoto & Maxado tocam seus repertórios animadíssimos. Abrindo os shows tem o americano Victor Rice com dubs e experimentações, além dos seletores do RoodBoss Soundsystem lançando as tradicionais pedradas jamaicanas em disquinhos.

O festa acontece no Music Hall (Av. do Contorno 3239, Santa Efigênia). Informações sobre a venda de ingressos, preços e locais de compras visitar o site da 53HC (vide Links).

Links


estatística

  • 214,484 cliques

roodboss (t)