Archive for the 'biografias' Category

30 anos sem Bob Marley

Excelente post do blog do Maurício Círio: http://mauriciocirio.blogspot.com/2011/05/30-anos-sem-bob-marley.html. Via You&Me.

Para quem quiser ver na sequência e está com preguiça de ficar clicando em vídeo por vídeo, criei uma playlist no YouTube: http://www.youtube.com/playlist?p=PLA6254B71A6EA883A

Legal que no final do post do Maurício tem um pequeno link de um filme “hollywoodiano”:

BBC Four: Reggae Britannia, o impacto do reggay na cultura britânica

“Reggae Britannia”, documentário da BBC que foi ao ar em Fevereiro deste ano, explora (e celebra) o forte impacto do reggay na música, na cultura e na sociedade britânica desde os anos 60. Dentre os entrevistados temos Big Youth, Max Romeo, Dave Barker, Prince Buster, Dennis Alcapone, The Police entre muitos outros. Separe 1h30 do seu dia e assista ao documentário completo no video acima.

 

links:

R.I.P. Sonia Pottinger (1931-2010)

Notícia “velha” mas que deve ser anunciada.

Morreu no dia 3 de novembro de 2010 a primeira produtora jamaicana Sonia Pottinger. O falecimento começou por “boatos” no twitter, foi até mencionado pelo pessoal do Y&M, e mais tarde no dia houve confirmação através de notícias vinculadas nos principais jornais jamaicanos como o Jamaica Observer e Jamaica Gleaner.

Pottinger casou-se com o produtor musical Lyndon Pottinger e em 1965 começou a seguir os passos do marido, abrindo sua lojinha Tip Top Records. No ano seguinte a abertura da loja, passou a produzir músicas pelo seu label Gay Feet. Seu primeiro release foi o single “Every Night” by Joe White & Chuck. Ela trabalhou até meado dos anos 80, participando com ênfase nas primeiras produções jamaicanas (ska, rocksteady e early reggae eras) através dos labels Tip Top, Rainbow, High Note, além do Gay Feet, já mencionado. Artistas como Toots & The Maytals, The Ethiopians, The Melodians, entre vários outros foram produzidos por ela. Na década de 70 após a morte de Duke Reid, Pottinger adquiriu o catálogo da Treasure Isle.

Sonia morreu aos 79 anos de idade e sofria de mal de alzheimer.

Triste notícia e grandes perdas recentes. Já não bastava a morte de Gregory Isaacs agora está notícia.

links

The Pioneers – Longshot Kick de Bucket (97)

Formado em 1967 na cidade de Kingston, os “Pioneers” foram de fato um dos pioneiros na transição do Rock Steady para o Reggae. Trata-se de um trio harmônico,  Sydney Crooks/Jackie Robinson/George Agard (já tendo gravado como Johnny Melody & The Slickers). Tiveram como produtor Leslie Kong, que também já havia trabalhado com Bob Marley & The Wailers, Derrick Morgan, Desmond Dekker, John Holt e Toots & The Maytals (!). Em poucos meses depois do primeiro lançamento: Gimme Little Loving” o trio chegou no Top 3 Jamaicano, e em 68 com Long Shot (Bus me Bet), uma interessante história de um cavalo de corridas, o favorito, que perde a corrida e arruina os planos de quem apostou toda sua grana nele =D se tornando um dos maiores hits da banda.

Em 2005 estiveram aqui no Brasil =D Tocando na capital do Reggae brasileiro, São Luís/MA com a Tribo de Jah. 15.000 privilegiados puderam conferir o show de uma das maiores bandas de Early Reggae da história.

É um estilo de Reggae que me agrada muito, por isso, posto um álbum, na verdade uma coletânea dos principais títulos do grupo desde 68. Possui vocais bem harmônicos, batida bonita, letras simples, um toque de soul em canções como “Sweet Inspiration” e rock steady em “Shake it Up”. O Link para download foi retirado do blog http://satanska.blogspot.com

LONG SHOT DE BUCKET (97)

01. Shake It Up
02. Give Me A Little Loving
03. Long Shot
04. Jackpot
05. Pan Ya Machete
06. No Dope Me Pony
07. Run Come Walla
08. Catch The Beat
09. Things Got To Change
10. Reggae Beat
11. Easy Come Easy Go
12. Long Shot Kick De Bucket
13. Black Bud
14. Poor Remeses
15. Samfie Man
16. Simmer Down Quashie
17. Battle Of The Giants
18. Money Day
19. Cherri Cherri
20. Twice Round The Daffodils
21. Starvation
22. Story Book Children
23. I Need Your Sweet Inspiration
24. Let Your Yeah Be Yeah
25. Give And Take
26. Time Hard

DOWNLOAD

Fontes:

Dub Echoes

Os brasileiros Bruno Natal(diretor do doc.) e Chico Dub(carioca, profundo conhecedor da música jamaicana)  lançam agora dia 10 de maio o tão aguardado documentário Dub Echoes na festa 100% dinamite em londres com participação de Don Letts. Festa fina. O documentário  de iniciativa independente busca explicar a importância da cultura sonora jamaicana sobre a musica atual seja a eletronica ou o dancehall. A evolução das sonoridades da ilha e suas formas de composição inusitadas e únicas(efeitos, timbres, etc). O filme tem duas partes, a “Dub” e a “Echoes”. Na primeira é explicada as origens do Dub na Jamaica, da cultura dos sound systems até os experimentos de King Tubby e Lee Perry com suas respectivas mini-biografias-dub e as prensagens dos dublates. Na segunda é mostrado os caminhos que o Dub percorreu pelo mundo, principalmente nos EUA e na Inglaterra, e a influência decisiva que teve e tem no rock com clash e p.i.l. e na música eletrônia(drum n’bass, trip hop, dubstep  e no Hip Hop). Sempre através de entrevistas com nomes expressivos em suas áreas musicais  dos períodos e gêneros abordados no filme.
O filme ainda conta com inúmeras participações de todo o mundo. De Lee Perry a Two many djs, passando pelos brasileiros da nação zumbi ao produtor Mário Caldato Jr, .de Roots Manuva a U-Roy, num total de mais de 40 entrevistados.  A trilha sonora original conta com os cariocas do digital dubs bem presente no início do filme. E bem boa!!!
Em site de torrent já é possível achar uma versão não finalizada do documentário. (essa versão não contém a trilha oroginal completa e conta com algumas entrevistas que no video final não entraram por cláusulas contractuais.
As entrevistas e fotos da jamaica antiga são o oro do doc. Muitas imagens legais e historias contadas por Lee perry ou U-roy por exemplo. Vários produtores jamaicanos que acompanharam o início do dub e toda sua influcência na musica da Terra. E produtores e músicos da atualidade falam como o dub influência em sua música e em sua vida.
O carioca Chico Dub é um profundo conhecedor da música jamaicana. Sua recheada coluna Jamaica Hi-Fi, publicada no site Radiola Urbana, é um prato cheio para quem têm interesse sobre o assunto. Seu blog, o Dub.blogger.com.br, também é repleto de informações e referências fundamentais para quem deseja desbravar o estilo.
ficadica.
jah bless.

Novo álbum Easy Star All-Stars: Beatles!

Para quem não conhece, Easy Star All-Stars é uma banda de Nova York, famosa por seus álbuns covers. Criada em 1997, foi inicialmente  formada para ser a banda de estúdio da gravadora Easy Star Records. Mas em 2003 com o projeto “Dub Side of The Moon” idealizado pelos co-fundadores da gravadora Michael Goldwasser, Eric Smith e Lem Oppenheimer o “coletivo” (coletivo, porque a banda não é fixa e diversos músicos passaram e passam pela formação do grupo) Easy Star All-Stars passou a repercutir na mídia e comercialmente.

“Dub Side of The Moon”, como o próprio nome sugere, é um tributo ao álbum “Dark Side of The Moon” do Pink Floyd, é o mais famoso projeto da banda e ficou por cinco anos como top álbum no quadro da Billboard de reggae. Todos os projetos do Easy Star, com exceção do EP “Until That Day” que contém músicas originais, baseia-se em regravar músicas famosas de artistas consagrados em uma versão dub/reggae. A idéia da banda é sempre manter-se fiel às letras, mudando apenas o arranjo e permitindo-se algumas licensas poéticas como, por exemplo, se em alguma letra tiver a palavra God, alterá-la para Jah (exemplo arbitrário criado por mim), pequenas sutilezas que aproximam mais o remake à cultura reggae/jamaicana.

Após o sucesso de 2003, Easy Star All-Stars surgiram, em 2006, com o “Radiodread”, tributo ao álbum “Ok Computer” do Radiohead. Assim como o seu antecessor, “Radiodread” foi um sucesso e ficou por 18 meses no top da Billboard. Seguindo essa linha de sucessos é esperado o lançamento do próximo e tão aguardado álbum da banda, anunciado para sair em 14 de abril, a bola da vez  são os Beatles. Entitulado “Easy Star’s Lonely Heart Dub Band”, recompilação do álbum  “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”, promete ser tão bom ou mais que os antigos trabalhos da banda. Assim como nos outros álbuns, esse possui uma seleção de participações mais que especiais, nomes como: U Roy, Max Romeo, The Mighty Diamonds entre outros grandes artistas do reggae.

Para vocês não ficarem na espectativa, vou colocar aqui o “Dub Side of The Moon”, o mais famoso trabalho, até então, dá banda. Espero que gostem! Sei que os fãs de Pink Floyd deliram com esse álbum, ja presenciei isso. E claro, quem gosta de reggae e dub também com certeza vai se deleitar com essa obra-prima. =D

download

info

Stanley Beckford

Eu procuro sempre ressaltar a beleza do Mento, precursor da música jamaicana “conhecida” e considerado o primeiro ritmo legítimo da ilha. Ao contrário do que possa parecer, ou pensarem, o Calypso era uma sonoridade da região do Caribe e não se restringia apenas a Jamaica. O mento nasceu no país e data do século XIX fundindo as tradições musicais européias e africanas. É um ritmo rural, interiorano, referido, até, como country entre os jamaicanos. Os instrumentos, inicialmente, eram rudimentares feitos de forma caseira, clarinetas e flautas de bambu eram muito comuns,  além da famosa rumba box.  Para exemplificar a sonoridade, procurei por alguns videos, 5 para ser mais exato. São vídeos de um show do Stanley Beckford, grande nome do Mento. Reparem no público, é impressionante a quantidade de pessoas que apreciam a boa música ;). Vale MUITO a pena assistir!

Stanley Beckford nasceu em 17 de fevereiro de 1942, orfão, cresceu em Kingston e como a maioria dos artistas jamaicanos, começou seu involvimento com a música por cantar na igreja. Beckford começou fazendo Reggae com “pitadas” de Mento, sua voz sempre teve um estilo meio country. Essa mistura foi chamada de “mento-reggae”. É curioso notar que ao contrário da maioria dos artistas, que tendem a “evoluir” suas sonoridades para o Reggae, Stanley migrou do desse ritmo para o Mento. Stanley Beckford morreu em 2007 vítima de um câncer de garganta.

Para aqueles que gostarem recomendo o donwload de um álbum disponibilizado aqui: Roots of Reggae From Jamaica do The Jolly Boys, um grupo de Mento muito bom e recomendadíssimo.

mais informações e fonte:


estatística

  • 217.191 cliques

roodboss (t)